quarta-feira, 11 de março de 2009

Pianíssimo


O seu tocar,
leve, solto e demorado
me faz arrepios em MI(m).
Suas sedosas mãos,
me percorrem
de alto abaixo,
é o meu SOL.
Quando titila o meu DO
exalo perfume ,
e ela,
minha amada,
cheia de ternura continua.

Não tenha pressa meu amor,
FA(z) sustenido e bemol,
use o RE e dê-me prazer,
pois sem SI não sou nada.
Toque-me,pianíssimo
como se a vida não tivesse fim.


Sabe que sempre estarei,
LA no canto do salão,
esperando o seu tocar.
(escrito por mim)
Enviar um comentário