domingo, 25 de janeiro de 2009

Dor


És a pedra,
fria e escorregadia ,
em que caio e me despedaço.

És o vale profundo,
onde nenhuma luz chega,
e me sinto vazia.

És a escarpa,
abrupta e lisa,
que não consigo trepar.

És a onda,
gigante e medonha,
que me afoga sem escrúpulos.

És o buraco,
profundo e negro,
onde caio sem fim.

És o ar,
gélido e acutilante,
que não me deixa respirar.

És o caminho,
insinuoso e sombrio
onde sempre me perco.

És a água,
suja e podre,
quando preciso beber.

És a escuridão,
sombria e monstruosa,
em que me sinto abandonada,

És a ausência,
imensa e afiada,
onde choro sem parar.

És aquela,

que dói

que fere

que mói

mas nem por isso mata.

E por isso não passa!


(escrito por mim)
dedicado à Elida e sua filha

21 comentários:

bia disse...

Lindas palavras, lindo poema!
Xana, você consegue se superar, querida!
Alma que me suspende em poesias e palavras tenras e acolhedoras...tb em palavras que me transformam tb em estar mais atenta às coisas do mundo e da vida.
Bjos, querida!

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA AMIGA, LINDO E TRISTE, MAS SE ´R ASSIM QUE TE SENTES FIZES-TE BEM DESABAFAR... ASSIM ENCONTRAS OUTRAS ALMAS SOLIDÁRIAS COM A TUA... OFEREÇO-TE TODO O MEU CARINHO,
FERNANDINHA

Eu disse...

É uma emoção atrás da outra! Você é realmente um doce de pessoa. Não vou cansar de agradecer o carinho que tens por mim, e saiba que é recíproco.
Autoriza-me a postar este texto em meu Blog? Claro que com os devidos créditos!
Beijo imenso pra tí!
Eu (Elida)

Multiolhares disse...

Essa é a dor mais dificil de viver a que retalha de instante a instante
beijinhos

Xana disse...

Claro Elida , estás à vontade , podes postar sim!
beijo

Dois Rios disse...

Xana,

Esse teu poema me tocou fundo. Desconheço a razão dos teus belos e rascantes versos mas, como escreveu Eugénio de Andrade, "toda a poesia é luminosa, até a mais obscura." E eu digo mais: a poesia é de quem a lê.

Pois bem, li, em cada verso teu, a dor da minha irmã que perdeu o seu único filho há 6 anos e até hoje ele é uma "ausência imensa e afiada onde ela chora sem parar."

Calei-me. Sofri com ela.

Meus respeitos a Elida e a sua filha.

Beijos, minha querida,

Inês

Nade disse...

Oi, amada!
Tem um selo no meu blog pra você...
Tem tudo a ver com seu espaço...
Bjs

Sonia Schmorantz disse...

Para refletir:
Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...
Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo
de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
(William Shakespeare)

Faça dessa nova semana um novo início rumo à
felicidade.
abraços

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Chega o vento assobiando
fazendo riscos imaginários
como ondas no céu soprando sobre folhas ,
flores, vidas chega a brisa manhã
canta suaves carinhos
envolve numa doce,
fresca brincadeira
lembranças num rastro
manso luz vento , brisa,
vida tocam rios janelas
todas as casas calçadas
soprando sorrisos
lembrando todos os caminhos
colorindo como se fosse carrossel
verdadeiros roda moinhos
deixando correr a vida
como fosse melodia...
(Maria Thereza Neves)

Tenha uma linda semana
Abraços

rouxinol de Bernardim disse...

Poesia telúrica, escorreita, como uma torrente inesgotável de beleza, suavidade, perfume campestre...

Uma cachoeira em que apetece mergulhar e saciar sede de perfeição que há em mim...

Anónimo disse...

Tem um convite para você lá no blog Meus recados, Teus recados.
Espero que aceites.

Abraços

secreto segredo

Xana disse...

Obrigado Bia pela tua presença constante.beijo

****
Obrigado Fernadinha, volta sempre:)

****

Deve ser atroz Luna,espero nunca passar por essa perda.

****

Inês , um grande beijo para atua mana também , como estava a dizer á Luna espero nunca ter de pasar por isso. beijinho

****
Nade, muito obrigado querida...voçês estão a dar muito mimo aqui à minha pessoa e depois fico mal acostumada hehehehe.

****

Sónia e Eduardo, um grande beijo para voçês dois , meus apaixonados!! :)
Boa semana também

****
Rouxinol
Obrigado pela visita, volte sempre,Boa semana :)

sorte disse...

Por um vento vim parar aqui...e adorei suas palvras, seus escritos embuidos de ternura...
muito bonito mesmo..
parabens

Xana disse...

Obrigado Sorte , volte sempre !!
Boa semana

Anónimo disse...

perfeito!!

"nem por isso que mata
por isso não passa..."

bom demais.

obrigada epla sua visita
estou a te seguir.

Vanessa David Justo disse...

Nossa! Lindo demais!
Parabéns!

Um abraço!

Ah, estou acompanhando, ok!

Vanessa David.

Saramar disse...

A tristeza destes versos, a melancolia mais doída são dilacerantes. Ainda assim, são belos, porque eivados da sensibilidade que só os grandes corações são capazes.
Maravilhoso!

beijos

Amelie disse...

As suas palavras são lindas.E eu sinto-as tão duras quando as vejo dedicadas a uma mãe e a uma filha.
Sabe, é que tenho cá para mim, como verdade absoluta, que não há nada de mais bonito no mundo do que ser filha e ser mãe!
O desabafo está forte,muito forte,duro mesmo. Mas está muito bonito.
Um beijiinho

Xana disse...

Amélie , esta mãe e filha sofreram um grande desgosto à pouco tempo , por isso lhes dediquei esse poema. É uma dor comum.
Beijo e volta sempre

Xana disse...

Saramar , à tanto tempo que não escreve, já estou com saudades , espero que esteja melhor.
Um grande beijo

Xana disse...

sabe o que isso me deixa feliz, eu que sou apenas uma mera amadora de coração!

Volte sempre :)