quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Jardim Zoológico


Vi uma aranha
muito magana
tinha muita manha
e se chamava Joana

Escutei um cuco
que desafinado era
além de maluco
parecia uma fera

Avistei uma rã
com brinco na orelha
tinha um gorro de lã
parecia uma ovelha

O panda gorducho
tocava numa banda
metia tudo no bucho
foi parar a Luanda


Ao longe estava o leão
coitado! que magrinho
comia um faisão
embrulhado em toucinho

Estava lá uma pata
coxa e marreca
falava com uma batata
pensava que era boneca

Vi um elefante branco
com riscas ao comprido
sentado no seu banco
já tinha o rabo dorido

Também havia a raposa
com o pelo todo eriçado
era matreira e mentirosa
mas com ar apaixonado.

Havia um alce chamado Zé
que azar, era zarolho
deram-lhe um pontapé
ficou com um troçolho


Mesmo ao pé de mim
um macaco mariola
armava-se em manequim
tirou-me a cartola.

Infeliz a serpente
tinha dentes de javali
bebeu aguardente
mordeu tudo por ali

O gorila bem vestido
devia de ir a uma festa
estava todo entretido
com uma banana na testa.

Lá estava a foca vaidosa
com as costas tatuadas
dizia que era mariposa
e ria às gargalhadas.

Cansada e já de saída
me esperava um lagarto
uma cuspidela de despedida
foi o que ficou no sapato.

Estranho jardim zoológico,
que animais mais esquisitos
isto deve ser psicológico
nunca vi tal em escritos.


( escrito por mim)

Para toda a criançada que eu cuidei e cuido.Para os adultos que gostam de ser crianças, para os velhotes que gostam da mocidade....enfim para toda a gente que gosta de rir!
Enviar um comentário