terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Eutanásia



Hoje sonhei que não via

não cheirava, não falava,

não andava nem sorria.

Só sentia,mas não chegava.


Os meus olhos arregalados

clamavam para te ver

meus ouvidos mudos

choravam para aprender


Que vida de morte

que macabro destino

quem quereria esta sorte

triste fado sem sentido.


Belos foram os tempos de Verão

Cheiros mil...e tanto amor

embalar numa canção

o chorar e sentir sabor.


Acordei desesperada sem cor

e pela boca só me saía

MATA-ME ! Põe fim a esta dor.

(escrito por mim)

(Em homenagem à coragem de todos aqueles que sofreram e sofrem e a todos os que amaram incondicionalmente para por fim a tal dor)




26 comentários:

manzas disse...

Descobri…
Um banco do jardim
Que me segredou
Em poesia…
Aromas que aqui
Encontrou
De paz
E de harmonia...

Sempre grato pelo comentário…

O eterno abraço…

-Manzas-

Giane disse...

Oi, Xana!

Você conseguiu passar a sensação sufocante de uma Alma presa ao vazio de um corpo que já não responde e seu apelo para ser libertada.

Maravilhoso, belo poema.

Beijos mil!!!

Dois Rios disse...

Absolutamente lindo, querida Xana!

Se dor eu tivesse, certamente ela calaria nesse momento.

Muitos beijos,

Inês

Paulo Fernando disse...

Poesia-impacto! Força desproporcional, mas compreensível. Nem tudo que é desproporcional é ruim, essa é minha opinião. Gostei muito do que vi e, principalmente, do que li.

Bjos, minha querida.

bia disse...

Algo para começarmos a refletir...por isso gosto desse cantinho aqui...momentos de grandes sensibilidades, mas sempre trazendo à luz da racionalidade um mundo co seus assuntos vigentes e muitos que precisamos ainda rever.
bjos, minha querida amiga!

Su disse...

gostei de passar por aqui

voltarei


jocas maradas

JPD disse...

Olá!

Uma discussão séria sobre a eutanasia está por fazer, pelo menos aqui em Portugal.

Há uma enormidade de prconceitos e dogmas sobre a vida e a morte, e a facilidade com que são extremadas posições levanta enormes dificuldades.

Há muito caminho por percorrer.

Bjs

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

não quero partir
porque não há chegada,
a ponte do sonho caiu,
sem margens
a minha rota
atravessa o suor
de gaivotas poisando,
pétalas de sorrisos
sugam-me os lábios
salpicando o meu rosto,
és uma flor ?
pergunta-me o vento,
não, não sou nada,
quero ser o mar
simplesmente,

poetaeusou


Uma bela semana pra você...
Abraços

Rosa caída disse...

Olá Xana.
Doi ler esse poema, mas entendo a sensibilidade e a extenção de um drama que é cada vez mais colocado em nossos dias.
Mas e a esperança?
Acreditar que em qualquer momento a medicina encontre o caminho?
Acreditar no poder da oração e na mesiricórdia.
E quem toma a decisão final, não morre ali também uma parte de si mesmo?
Como lidar com esse peso o resto da vida?
Não cabe a nós o poder da vida e da morte, porque desconhecemos o amanhã, e o amanhã pode ser o dia do milagre inesperado, do sopro de vida que faz renascer o que julgavamos morto.
Confiar, mesmo que seja doloroso assistir ao sofrimento de quem amamos.
Por quem sofre e vê sofrer, uma palavra:AMOR.
Um beijinho.
Nely.

Amelie disse...

Olá xana. Ok. Tratar-te-ei por tu!! :)
Pois eu perguntei isso porque enviei um comment a expllicar como colocavas links nas palavras desejadas.Mas pelos vistos houve algum problema com o comentário. Então é assim:
Escreves o texto como quisseres e depois com o rato escolhes a parte ou a palavra que queres linkar e depois de estar selecinada, tens na barra de ferramentas do texto um desenho com uma especie de um globo com um clip, junto ao desenho das cores de texto.
Clicas ai e depois colas onde diz URL, a morada onde queres que vá ter quando as pessoas linkarem.
Entendido?
Alguma coisa que precisares, xuta, que no que poder ajudo.

Um beijo

Amelie.

Anónimo disse...

Deixo um abraço.

Xana disse...

A todos obrigado pela visita.

JPD , este assunto é tão polémico como falar do aborto , por isso nunca se vai chegar a lugar nenhum...há-de haver pessoas sem vida ligadas a uma máquina ainda durante muito tempo.

Nely , nem sempre o amor é remédio , era bom que fosse amiga!!
Eu se um dia tiver nesta situação, quero que me cortem o fio da máquina , e se for eu a ter de fazer alguém que ame, espero ter coragem de o fazer.
O amor é também acabar com o sofrimento e não prolongá-lo.

mas esta é a minha opinião, e claro que não é a tua, por isso vivemos em democracia :)

Eu disse...

Existem situações das quais só posso ter uma opinião concreta, se passar por ela. Não tenho uma opinião formada com relação à Eutanásia. E confesso que me assusta imaginar o poder de ter uma vida em minhas mãos, mesmo que esta vida já não vibre como a minha.
Sei lá...
Beijo grande amiga!!

_Purple Wings_ disse...

Olá Xana! Origada pelo comentário!Vim aqui retribuir e conhecer o seu blog. Muito bonito e profundo este poema para um grande tema... Parabéns!

=)*

Moni disse...

oi não não se metendo naum
é bom saber das opinioes de outras pessoas.
É vou ter q dar a cara pra bater ne?
é a unica forma de saber rsrs
bjos linda
Adorei sua visita

Maysha disse...

Xana.
Houve uma altura da minha vida em que tive vontade de pedir que pusessem fim ao sofrimento de alguem que me era muito querido, a minha mãe.
Foi doloroso, muito doloroso, assistir a um sofrimento sem fim e sem esperança.
Por isso este teu post me tocou tanto.
Não tenho mais palavras minha querida, deixo-te um beijo de luz e a minha amizade
Isa

Maresia disse...

Não é só o sofrimento físico que faz surgir este grito...
Poema forte sobre um tema controverso.
beijinhos

«« ڱemöґïvö »» disse...

*cara de boba*
Olha, dessa vez vc se superou!!!
Postagem perfeita demais viu?!
Por um momento me senti morrendo mesmo. Viajei nos versos.
Belissimo!!!

=**

Ray

Rosa caída disse...

Olá de novo Xana.
Obrigado por seu comentário.
Sabe eu a entendo e respeito mas me lembro de um caso que foi muito noticiado o ano passado de uma pessoa que esteve em coma profundo 18 anos, sempre ligado ás maquinas e até já "corrido" do hospital.
Mas alguém aplicou toda a sua vida, fé e amor naquele ser que ficou sem vida todo aquele tempo e que de um dia para o outro sem saber como ou porquê, despertou como se nada tivesse acontecido.
Milagres existem amiga, há imensas provas deles até nas nossas próprias vida.
Apenas por isso eu não aprovo a eutanásia, como não aprovo o aborto ou a pena de morte, mas como tu dizes...democracia é isso.
As ideias opostas não devem separar as pessoas.
Como não tenho acesso ao teu e-mail optei por deixar aqui a mensagem, apaga amiga.
E obrigado por todas as coisas boas que nos tens dado.
Um xi.
Nely.

Luis F disse...

Amiga

Um título pertinente e que merece uma reflexão... um poema que merece ser lido e sentido.

Com amizade
Luis

Xana disse...

Obrigado Amelie,acho que já consegui rsrsrsrs.

****

Obrigado mais uma vez a todos voçês por virem ao meu canto.
beijos

****

A ti Nely , nunca apagaria um comentário teu só porque não estás de acordo com a minha ideia,nem pensar...beijo :)

Xana disse...

Maresia...obrigado pelas tuas ondas virem ter ao meu cantinho de palavras, espero que voltes :)
hoje ainda dou um pulinho no teu para conhecer a tua escrita

******
_Purple Wings, saltitando é que a gente conhece muita coisa bonita, volta sempre que quiseres

Sérgio Franck disse...

Xana, seu poemar é belo até mesmo quando polemiza. Penso que as pessoas deviam respeitar as escolhas umas das outras. Imagine! Ter que pedir permissão pra seguir o seu CAMINHO. Se em qualquer momento, eu me cansasse de tudo, jamais pediria permissão a ninguém para me despir da casca, prosseguir espírito.

bjo.

Fabricante de Sonhos disse...

Olá Xana!
Obrigada por sua visita e suas palavras no meu blog!

Também gostei muito dos seus texto e da forma como vc os escreve!
Tudo muito bonito e tocante...
Faz pensar...

Vou acompanhar seu blog agora e juntar os retalhos!

Um beijo grande!
Milla

Vanessa. disse...

Conseguiste passar-nos essa sensação de agonia :(

Xana disse...

Luís , Sérgio ,Vanessa e estreante Mila , obrigado por virem aos meus retalhos! ;)