quarta-feira, 29 de abril de 2009

Soldado




Nessas mãos guardas mágoas,

fechas tréguas com o mundo.

Levas compactadas outras vidas,

perdes a tua num segundo.


Em máscara de ferro te protegias,

dor infinita no teu coração.

Saltavas sulcos que não conhecias,

amanhecias na tua vida de aflição.


Homem poderoso, homem de ferro,

que tanto querias mostrar à sociedade.

Estás agora a caminho do teu enterro

e todos te olham com piedade.


Lutaste na guerra e na paz,

por todos os que amavas e querias.

És agora uma lembrança fugaz,

daquele tempo que ainda sorrias.


Faz justiça a tua mortalha,

que mostra tão imponente ser.

Junto a ti caras duras de batalha,

choram sem se deixarem abater.


(escrito por mim)

16 comentários:

Olavo disse...

Nossa lindo..
ainda não sei pq me admiro tanto depois que leio seus poemas..perfeitos poemas.
Beijão

Rafeiro Perfumado disse...

Infelizmente neste homem de ferro não haverá sequela, e o pano desceu definitivamente.

Um beijo.

Nely disse...

Desde os tempos imemoriais e até aos finais dos tempos será sempre assim (infelizmente).
Vidas que se perdem fazendo guerra em nome da PAZ!
PAZ aos que tombam, glória aos que lideram.
-É assim....
Beijo Xana.
Nely.

Beatriz disse...

Ola Xana.
Boa tarde.
(Voar faz bem , voaremos juntas...e o que avistar mos so nos fará bem...penso eu...prefiro a verdade do que andar cega...)

Parabens pela tua homenagem aos soldados, sem duvida uma vida a dar e tao pouco para receber...
Deixo um beijo e o meu sorriso.
Bea

Angela Guedes disse...

Oi Xana, um belo poema e justa homenagem a esses que lutam arduamente.
Beijo, amiga.
Angela

O'Franck disse...

Xana,

você é ótima-mente boa. Dá gosto de ler e reler...

bjo.

Xana disse...

Obrigado Olavo, as tuas palavras são de grande incentivo, será que mereço tanto :)

beijinhos

****
Muitos deles descansam para sempre amigo rafeiro, outros têm as suas vidas trnasformadas em infernos...conheço um assim , mas haverá muitos traumatizados da guerra
beijos meus
****
Tombam em nome da Paz, e dela não tiram proveito Nely :(

beijinhos

***
Voemos então :)

obrigado amiga Beatriz
beijão
***
Angela Obrigado pelas tuas palavras
beijinhos meus

Katarine disse...

então eu deixo a pergunta:
pra que servem as guerras?

Sold PQ disse...

Provavelmente nem notaste. Mas viste a cor da boina?

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Sempre será pequena a homenagem que for feita a estes homens que muitas vezes nem sabem porque lutam!

Lindo e perfeito poema!

Beijo!Sonia Regina.

Helô Müller disse...

Êta Luão de Deus !! E há como não abençoar uma troca tão apaixonada entre dois seres ?? rs
Beijos enluarados !!

Xana disse...

Obrigado amigo frank :)

beijo
***
Katarine, sempre as houve e haverá,acho que nisso não podemos actuar :(

beijinhos
***
Vi sim amor, meu paraquedista, têm a boina igual à que tu usaste...ainda bem que não foste à guerra , quem tinha morrido era eu
amo-te

****
Sónia , é verdade!
beijinhos

****
Helô , esse comentário está fora do sitio , mas não interessa rsrsrsr , Obrigado ;)

Eduardo Miguel disse...

Palavras em ordem e senso, frases a identificar um possível de ser e fazer, lindas palavras...
Alexandra meu abraço grande do Brasil.

Mirse disse...

Bela homenagem, Xana!

Os que lutam, muitas vezes por obrigação, enfrentam as portas da morte sem nenhuma razão.

Os heróis que permanecem vivos, mesmo com honras, glórias e medalhas, levarão sempre consigo, as dores, marcas e lembranças da guerra.

Beijos, amiga!

Parabéns!

Mirse

utopia das palavras disse...

Os grandes senhores da guerra, impunes ficarão...quem perece é sempre a carne para canhão!

Poema, verdade, bonita homenagem!

Beijo

Xana disse...

Obrigado eduardo pelo teu comentário
beijinho e volta sempre

***
Mirse, e quando são educados desde pequenos para a guerra, isso faz-me uma impressão enorme.

beijinhos meus

***
Ausenda, os senhores sempre ficarão refastelados em seus grandes cadeirões a dar ordens, e quando acaba o seu mandato nem problemas de consciencia t~em por ter mandado tanta gente nova para a morte :(

kiss