sexta-feira, 24 de abril de 2009

25 de Abril- Revolução dos Cravos


Lembro-me deste dia, no dia 25 de Abril de 74 tinha 7 anos, lembro-me da confusão lá em casa o rádio esteve ligado o dia todo. A minha mãe e avó colaram fitas nas janelas, diziam que assim não se estilhaçavam os vidros.
Eu não percebi nada na altura, mas estava assustada.
De repente a minha avó disse: vai fechar as portadas Sílvia (minha mãe), dizem que os canhões estão nesta direcção!
Foi ainda pior, ia haver guerra assim de repente? Estranho, ainda ontem estava tudo tão calmo .
Afinal , nada aconteceu aos vidros da minha casa, ouvia-se era pessoas na rua a gritar : "LIBERDADE"... "VIVA A LIBERDADE".
Mas nós nunca tínhamos estado presos, pelo menos na minha ideia, eu fazia aquilo que queria! Os adultos estavam doidos !
Só muito mais tarde comecei a compreender este dia tão importante... tinha acabado a CENSURA, a PIDE, a FALTA DE LIBERDADE... a DITADURA !
VIVA o 25 de Abril, viva A DEMOCRACIA!

21 comentários:

Eu disse...

Nada se compara a inicencia de uma criança, não é??
Pena que os anos se encarregam de trazer o amargo da realidade.
E viva a liberdade!! mesmo que para isso, ainda seja necessário o uso de armas e o preço de mortes.
Beijo grande querida amiga!

Beatriz disse...

Ola Xana.
Venho te desejar um bom fim de semana, deixar um bjo .
Bea

Nela disse...

Também me lembro muito bem desse dia, e de minha mãe estar aflita por causo de um irmão dela e meu tio, pq ele era muito metido na politíca, meu avô materno morreu ás mãos da pide, com um rancho de filhos para criar e com 56 anos apenas pq não concordava com a politica do Salazarismo, minha avó passou muito para criar os filhos, o meu avõ não conheci, mas acho que neste momento precisavamos de um Novo 25 de Abril, para ver se as coisas iam mais ao lugar, visto que o nosso pais está de rastos, claro que é mundial dirão, mas nós temos que falar por nós, mas tenho muita pena tal como minha mãe teve de meu avôzinho não ter visto a revolução dos Cravos, lembro-me da confusão,e como eu morava mesmo pertinho de um quartel,ter visto muita agitação, e tb ao outro dia não haver pão, foi no quartel que estavam a dar ás pessoas, pq estava tudo fechado.Viva a Liberdade, não foi preciso mortes no Abril vermelho, só força de vontade em mudar o que estava mal, mesmo que para isso se tivesse que usar as armas, o que afinal nem foi necessário...beijinhos

Aline disse...

Deve ser emocionante presenciar e lembrar de um dia tão histórico assim!

Anónimo disse...

Bela lembrança ! Com certeza que ela te marcou bem fundo na alma, e deve ter moldado um pouco da sua personalidade sim : Talvez algo a ver com liberdade, luta, respeito e por aí vai ... Aliás não só a vc, como a todos de sua geração - mesmo que não tivessem a noção exata do que estava a acontecer - crianças têm radares !
Beijos !!

Anónimo disse...

Nossa!
VIVA mesmo!
Embora meu pai diga direto que com a ditadura não tinha esta pouca vergonha que vemos hje em dia!

Multiolhares disse...

De inicio todos ficamos à toa, pelo menos os mais novos, pois nada se falava de politica, mas foi mesmo um dia importante
beijos

Anónimo disse...

é bom ter essas coisas pra se lembrar, não
?
aqui uma cena que ficou mto forte em minha lembrança foi o dia em que o Tancredo Neves morreu.
parecia
que a esperança do brasileiro tb havia morrido com ele.
entretanto, anos depois descobrimos
que não era exatamente do jeito com havíamos pensado.
forte abç,
querida
!!

Mirse disse...

http://www.youtube.com/watch?v=PsJpeR2K-is

Xana, comungo a alegria à LIBERDADE!

Beijos

Mirse

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Canção do dia de sempre

Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...
Mário Quintana

Meus votos de um excelente final de semana, junto
às pessoas que ama.
Um abraço do amigo

Eduardo Poisl

Gisele disse...

Viva a Liberdade Sr. Salazar, abaixo a ditadura! :)
Xana, fazia tempo que não vinha aqui ..., hoje dia importante pra vcs aí né.
Bjs querida e obrigada pela visita :)
Gi

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...la libertad es el don mas hermoso del hombre...vuestro siempre jose ramon.

Philip Rangel disse...

Nao posso comentar pq nao lembro..

abraçao

Roberto Ney disse...

Lindo exaltar essa data... e deixar claro que a liberdade de expressão deve ser respeitada a qualquer custo.
que nossas palavras nunca se calem...
grande abraço!

Anónimo disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

Xana disse...

Com toda a liberdade agreadeço os vossos comentários e dizer que tive um fim de semana espectacular meus amigos
beijinhos e um muito obrigado pelo carinho:)

utopia das palavras disse...

Que vivam todos os valores de Abril!

Luto por isso todos os dias!

Beijo

O Profeta disse...

Ó chamateia que fala da saudade
Ó canção que pões um brilho nos olhos
Ó mulher que tens a forma da viola
Ó que espalhas paixões aos molhos

E o cantar da meia-noite
A todos encanta e seduz
Cantar até que morra a voz
Cantar até que haja luz


Boa semana


Doce beijo

Liar disse...

Viva a Liberdade! E que hajam muitas pessoas como tu que gritem bem alto, para que nunca esqueçamos como foi importante esse dia.

Boa semana e bjinhos

Céci

Parapeito disse...

Que se possa sempre cantar Abril...
Um abraço*****

Helô Müller disse...

Uai !! Não entendi nada !!
Por que este comentário que transcrevo aí abaixo, eu saí como anônima ?? Não entendi patavinas ! rs
Fui quem o escreveu, e deve ter sido algum "surto bloguiano", a postagem ter saído errada !!
Beijos, querida !!
v
v
v
Bela lembrança ! Com certeza que ela te marcou bem fundo na alma, e deve ter moldado um pouco da sua personalidade sim : Talvez algo a ver com liberdade, luta, respeito e por aí vai ... Aliás não só a vc, como a todos de sua geração - mesmo que não tivessem a noção exata do que estava a acontecer - crianças têm radares !
Beijos !!

24 de Abril de 2009 21:52