terça-feira, 12 de maio de 2009

Sofá


Podia haver mil histórias que vos podia contar. Conversas,risos, migalhas e revistas soltas,mas eu guardo algo inesquecível. Numa tarde de névoa e frio,aquecido pelo calor da lareira, fui o berço de um novo amor.


A menina que dava pulos em cima de mim, tinha agora 21 anos e tinha convidado um amigo para ir lá beber café.

Ligaram a aparelhagem e sentaram-se a conversar. As mãos dele passeavam pelo seu rosto, e as dela nas costas dele pediam mais carinhos.

Envolvidos pela música, a dança do tirar das roupas parecia fluir e os beijos acompanhavam em grande histeria e prazer.

Os dedos de cada um percorriam o corpo do outro em descoberta. Partilhavam cada momento como se fosse único. O calor da lareira e seus tons avermelhados, davam um colorido aos seus corpos suados. E num suspiro gemido de prazer ele disse-lhe, não queria mais deixar de ver aqueles dois peixinhos verdes no seu rosto, ela embevecida com o que acabava de ouvir apenas o abraçou e ficaram assim unidos de olhos fechados, a ouvir o estalar da madeira que ardia agora com menos intensidade.
Agora eu sabia que a minha menina tinha crescido


(escrito por mim)

12 comentários:

Anónimo disse...

Boa Noite.
Obrigada pela passagem e pelas palavras no meu cantinho!
Virei,se Deus quiser com + tempo.
Do que vi gostei muito.
Abraço.
isa.

Anónimo disse...

Xana,
essas lembranças nos sustentam vida afora,
não?
bjus, Querida
!!

Mirse disse...

Quanta sensibilidade, Xana!

Essa percepção que nos passa quando crescem nossas meninas, é sempre tão sutil!

Lindo!

Parabéns, amiga

Beijos

Mirse

Su disse...

como sempre um prazer ler.t


jocas maradas...

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Nossa, Xana, nunca li um relato de uma mãe sobre sua filha assim, desse jeito.
Estou impressionada!

Beijos e borboleteios

Nela disse...

È verdade infelizmente as "meninas"crescem e tornam-se adultas daí encontram o prazer do amor...beijinhossss.

Nela disse...

Esqueci de dizer, achei o título muito engraçado,sofá pq realmente se eles podessem falar teriam muitas histórias para contar.

Andradarte disse...

Gostei de vir aqui. Bonitas
postagens.Virei dar uma geral
no seu Blog.
Abraço

Só Eu (Ricardo) disse...

Muito bonito Xana. Perdoa-me as ausencias mas, agora, acho que vou ficar um pouco mais liberto para visitar os meus amigos.
Imagem e texto duma sensibilidade fortissima.
Parabens
Beijinhos
Ricardo

Xana disse...

Obrigado eu Isa , pelas tuas palavras e visita
beijo
***
Sustentam a vida de qq um querida.As minhas meninas estãoa crscer qq dia são elas :)
beijo meu
***
Mirse a gente bem sabe que eles um dia vão dar o pulo e deixar de ser meninos e meninas :)
beijinhos

****
Su, beijos e obrigado :)
****
Brunella, ainda não chegou a vez das minhas ( acho eu hehehehehe), mas todas as mães sabem que um dia acontece como aconteceu a nós :)
beijinhos
****

Nela, há com cada coisa que tem tantas histórias para contar , que nem nos passa pela cabeça :)
beijinhos
****

Andradarte, obrigado pela visita , volte sempre :)
Abraço

****
Ricardo que saudade:)
o teu blog teve fechado, fiquei surpresa com o facto mas agora vejo que já o reabriste e ainda bem ...vou voltar a ler-te e espero as tuas visitas
beijo meu

Liar disse...

Os sofás teem sempre uma história linda para contar, se falassem, rsrs

Mas le-la aqui foi muito bom!

Obrigada menina grande!

Bjinhos

Céci

Liza Leal disse...

Qta delicadeza! Precisava estar aqui hoje, c/certeza! =) Ta mto fofo o blog!