terça-feira, 13 de outubro de 2009

Rosa encantada




Do meu corpo brotam ramos e folhas,


da minha pele verdes espinhos,


dos meus braços frescas e doces rosas,


dos meus lábios ternos carinhos.




Dos meus pés saiem longas e fortes raizes,


das minhas mãos um suave odor a limão,


da minha seiva o vinho vos faz felizes,


dos meus olhos o toque forte da paixão.




Esta flor rara que poucos viram,


que balança ao vento sem quebrar,


vive num eterno conto que lhe construiram,


onde se esgueira para nos fazer sonhar.




(escrito por mim)
Enviar um comentário