sábado, 14 de março de 2015

Sentimentos

É estranho como o Mundo se move, como corremos linhas que podiam ser direitas e as entortamos,
a forma seca que vimos a vida dos outros, desde que sejamos felizes.
Do egocentrismo e da loucura de sentidos pela pele e cheiro por segundos.
Da maldade de quem sofreu, e o ciúme da felicidade dos outros que cega.
Vidas preenchidas que de tão cheias, resta o vazio e a solidão.
E no entanto o Mundo continua rejubilando de falsas aparências e posses.



imagem da net



Enviar um comentário