quarta-feira, 18 de março de 2015

Amor é...


Sinto a madrugada cheia do teu abraço.
Dos meus cabelos no teu rosto calado e colado ao meu.
Do teu cheiro que teima em não sair de mim.
Assim o quero e espero de ti sempre
Que eu me faço, desfaço e me despedaço para ti.







Enviar um comentário