quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Desejo impossivel


O dia já despertou envergonhado,
lá fora a chuva teima em cair
e o gato da vizinha já mia.
A vontade de saltar da cama
é pouca ou nenhuma,
o oco silêncio da noite se foi,
e eu
fico teimosamente à espera
do beijo matinal.
Apesar de saber,
que para esse beijo
a noite caiu de vez,
a lua já não espreita
e as estrelas deixaram de  receber desejos.

(escrito por mim, imagem da net)
Enviar um comentário