quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Desejo impossivel


O dia já despertou envergonhado,
lá fora a chuva teima em cair
e o gato da vizinha já mia.
A vontade de saltar da cama
é pouca ou nenhuma,
o oco silêncio da noite se foi,
e eu
fico teimosamente à espera
do beijo matinal.
Apesar de saber,
que para esse beijo
a noite caiu de vez,
a lua já não espreita
e as estrelas deixaram de  receber desejos.

(escrito por mim, imagem da net)

13 comentários:

Mirze Souza disse...

Xana querida!

Me deu uma vontade de estar nessa cama!

Você descreveu o que mais imagino um dia....poder ficar na cama e so levantar quando quiser, sem obrigações.

Um beijo, querida!

Mirze

luciana disse...

como sempre,fico sem palavras...
mil beijos

tossan® disse...

Muito lindo! És poetisa. Beijo

Xana disse...

obrigado pelos vossos comentários :D
beijo

Moony disse...

Olá xana :D

É a leo do neo (até rima)!
Gostei muito do teu blog, continua a escrever assim :D

Beijinhoo**

Céci disse...

Aqui fica o meu beijinho amigo!

Céci

Rafeiro Perfumado disse...

Eu neste FDS fui acordado pelo beijo do meu gato, isso conta para a concretização do desejo?

Beijoca!

Olavo disse...

Lindo poema...
intenso..perfeito
Beijos

Iana disse...

O que dizer?
Belissimo!!!

Descreve com um encanto colorido nas palavras...

Beijos doces da rosa amiga
Iana!!!

Nilson Barcelli disse...

Também me dão esses desejos impossíveis de ficar na cama a ouvir o gato da vizinha a miar...
Querida amiga Xana, gostei do teu poema. Muito bonito.
Beijos.

Xana disse...

Luciana não consigo aceder ao teu blog!

Xana disse...

Céci , há um tempão que não escreves!

Li disse...

Complicado esta espera... mas lindo o texto!
Por que o amor tem que doer, né?
Beijinhos
Li